Image Map

Demi Lovato: Melhores hits de “La La Land” a “Skyscraper”

                                                                        Matéria por: Azcentral
                                                            Créditos: Jonas Lovato Brasil

Ela é a melhor cantora com conexão a Disney dede que Christina Aguilera deixou os "Mouseketeers". Ela tem alma. Ela tem alcance. Ela está apenas no inicio. Com Demi Lovato a caminho de Phoenix na sexta, 13 de Julho, para Comerica Theatre ela se prepara para participar com uma das Mouseketeer, cuja voz nunca foi parte da equação (Britney Spears), para ser jurada do "The X Factor", que parece muito bom para uma cantora de seu tamanho de carreira.
Aqui está uma retrospectiva de seus 10 melhores canções. Clique em "Mais Informações" para ler.
1. Skyscraper
As vezes, emoção é tudo o que uma música precisa. A canção de amor mais dramática dos últimos anos não é realmente uma canção de amor, apesar de que seus versos fazem você pensar isso. É impossível ouvir a voz trêmula mas ainda desafiadora de Lovato no refrão sem ver que esta canção é pessoal “Eu vou sobreviver” em relação aos problemas pessoais que ela passou (incluindo um perído em uma clínica de reabilitação depois de bater em uma das dançarinas e posteriormente, deixar a The Jonas Brothers Tour). Quando ela mais precisou de fãs, um monte de espectadores do Disney Channel a descreveu como um modelo saudável. Então, seu primeiro single de volta, Lovato colocou seu coração e alma em “Você pode tirar tudo o que eu tenho/Você pode quebrar tudo o que eu sou/Como se eu fosse feita de vidro/Como se eu fosse feita de papel/Vá em frente e tente me derrubar/Eu vou surgir do chão como um arranha-céu“. A emoção crua que ela investe nesta performance não pode ser falsificada, e isso que dá um poder o que a maiora dos hinos pessoais não possuem.
2. Fix a Heart
Lovato não pode soar como se estivesse prestes a “quebrar” como fez no seu sucesso pós-reabilitação, o desafiante e ainda vulnerável “Skyscraper”. Mas isso foi uma performance uma única vez em uma vida e não há tanta clareza. O que não quer dizer que está canção de rompimento é carente de emoção. É uma balada valsa com um pouco de violoncelo que a coloca mais para parte de algo que Coldplay poderia ter feito, embora faz parecer que ela esteja entrando em uma alma dos anos 60, ela quebra o vocal apenas o suficiente para dizer “eu estou sentindo isso”. E ela está sentindo um coração quebrado, como está no refrão. “Baby, eu corri para fora dos band-aids/Eu não sei nem por onde começar/Porque você não pode reparar/O dano/Você nunca realmente pode curar um coração.” E não, essas palavras não teriam mantido um jovem Bob Dylan durante a noite, mas eles cantam com convicção e alma.
3. Don’t Forget
Ela realmente vende essa épica balada glam-rock com sua voz embargada, quebrando apenas o suficiente para pontuar a paixão do verso “Você esqueceu que eu ainda estava viva? Você esqueceu de tudo o que tivemos?” Ela escreveu está música com os Jonas Brothers. E alguém no grupo quis absorver o Grren Day. Mas sinceramente, esta balada teria sido um dos hinos mais atraentes no “21st Century Breakdown”. E eu digo como uma fã de longa data do Green Day.
4. Give Your Heart a Break
Depois de ter chorado todo o seu caminho ano passado atráves do mais emocionante e devastador sucessp no Top 10, a ex-estrela da Disney facilita em “Give Your Heart a Break” com as que Coldplay pode utilizar, efetivamente dando o tom da música que detalha seu relacionamento com um cara que veio a público e ela disse que no dia em que ela o conheceu ele a disse que nunca se apaixonaria. E então ela se pergunta por que ela chora. “Não queira quebrar seu coração/De a seu coração uma pausa.“
5. Here We Go Again
O primeiro single do seu segundo álbum foi TOP 20 ao fazer o máximo de seu alcance vocal impressionante, se tornando mais “bravado” que “rockers” em sua descoberta depois de seus versos que cairam na MTV por volta de 1985. E que deu seu primeiro grande sucesso (a menos se você contar com o dueto de “Camp Rock” com um dos irmão Jonas).
6. Get Back
Lovato escreveu essa música com os Jonas Brothers, mas isso soa mais como Tommy Tuton B-side dos anos 80 ou alguma coisa do Greg Kihn. Quando ela canta “Eu quero voltar para os velhos tempos,” o que ela quer dizer é voltar ao tempo que que ela e seu namorado eram felizes, mas o poder-pop dos fãs vão ouvi-lo irá parecer um convite para voltar aos dias mais velhos que isso.
7. La La Land
As meninas da Disney são apenas naturalmente atormentadas pela inseguranção ou é tudo complô para parecer mais real? Como Miley em “Party in the USA”, esta canção é tudo sobre como a Lovato se sente perdida em La La Land (Los Angeles), praticamente ironizando: “Quem disse que eu não posso usar meu converse com o meu vestido?“enquanto as guitarras lembram o melhor de Green Day. Ela parece mais resistente que o habitual, mas apenas vunerável em “Me diz, você se sente do jeito que eu sinto” entrando em um solo que soa um pouco com Cheap Trick jogando seu lado Beatles.
8. Unbroken
A faixa título pós-reabilitação de Lovato lateja um electro-pop com estranhas mudanças harmônicas. Na primeira vez que escutei, me pareceu muito com “Love You Like a Love Song”, o hit de sua amiga e companheira do Disney Channel, Selena Gomez. Mas a produção aqui é mais nervosa. E o verso “Eu vou te amar como se eu nunca tivesse sido quebrada” é clássico.
9. In Real Life
Entre o mais ousado, a faixa mais crescida da nova vida de Lovato é “In Real Life”, ela coloca versos dramáticos e escuros (“Na vida real, eu estou acordando sozinha/É mais uma noite que você não faz isso em casa/E mais uma vez que você não atende o telefone“) com um refrão otimista sobre como seria nos sonhos dela, e ela está acordando entre rosas. E ela acorda em todos os finais de refrão.
10. My Love Is Like a Star
Outro destaque do albúm do ano passado “Unbroken” este já é uma balada soul e lenta que pode ter sido um ajudos melhor para uma cantora mais velha, vendo como as palavras soam mais como alguém que iria cantar para uma criança ignorada a que um namorado preso em casa, enquanto Lovato está indo trabalhar duro pelo dinheiro. Mas ela consegue coloca-lo para fora, com alma e convicção e a produção da melódia faz todo o resto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 
Código by: Art Design Encomendas) | Créditos by: Carol / inspirations designs | Layout by: Larissa Lorena / Oh-DemetriaBr